Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfrites

Pesquisa

Atualmente, o DRH possui registrado os seguintes projetos de pesquisa com seus respectivos professores responsáveis:

 

  • ADSORÇÃO DE ÍONS METÁLICOS EM ALGA MARINHA VERMELHA Lithothamnium calcareum PARA TRATAMENTO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS - Prof. Luiz Fernando Coutinho de Oliveira
  •  CHUVAS EXTREMAS E REGIME HIDROLÓGICO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS BRASILEIRAS - Prof. Luiz Fernando Coutinho de Oliveira
  • CRESCIMENTO, PRODUÇÃO E QUALIDADE DO TOMATE TIPO CEREJA (HÍBRIDO SWEET HEAVEN) EM DIFERENTES MEIOS SUPORTE, SUBMETIDO A DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO COM ÁGUA MAGNETIZADA EM AMBIENTE PROTEGIDO – Prof. Fábio Ponciano de Deus
  •  EFEITOS DA DISPOSIÇÃO DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS PARA AS PROPRIEDADES FÍSICAS DO SOLO - Prof. Luiz Fernando Coutinho de Oliveira
  •  DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS PARA USO EFICIENTE DA ÁGUA EM TIFTON 85 IRRIGADO POR GOTEJAMENTO SUBSUPERFICIAL - Prof. Luiz Antonio Lima
  •  DESENVOLVIMENTO DE TRILHA SECA PARA PIVÔ CENTRAL - Prof. Luiz Antonio Lima
  •  FENÔMENOS DE TRANSPORTE APLICADOS À ENGENHARIA DE RECURSOS HÍDRICOS – Prof. Michael Silveira Thebaldi
  •  HIDROLOGIA DE UM REMANESCENTE DA MATA ATLÂNTICA BRASILEIRA: AVANÇOS NO ENTENDIMENTO DA INTERCEPTAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO PELO DOSSEL E NO ARMAZENAMENTO DE ÁGUA E DE CARBONO NO SOLO – Prof. Carlos Rogério de Mello
  •  MODELAGEM DE SISTEMAS HIDROLÓGICOS BRASILEIROS APLICADA A AVALIAÇÃO DE CENÁRIOS EXPLORATÓRIOS - Prof. Marcelo Ribeiro Viola
  •  MONITORAMENTO HIDROSSEDIMENTOLÓGICO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PANDEIROS – Prof. Gilberto Coelho
  •  PRODUTIVIDADE DA ÁGUA E EFICIÊNCIA DO USO DA ENERGIA EM DIFERENTES SISTEMAS DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA – Prof. Adriano Valentim Diotto
  •  REGIME HIDROLÓGICO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS DE MINAS GERAIS - Prof. Luiz Fernando Coutinho de Oliveira
  •  RETENÇÃO E MOVIMENTO DE ÁGUA, NUTRIENTES E CONTAMINANTES EM SOLOS NATURAIS E SUBSTRATOS IRRIGADOS – Prof. Michael Silveira Thebaldi
  • TRATAMENTO, DISPOSIÇÃO E TRANSPORTE DE ÁGUA CONTAMINADA EM MEIOS POROSOS - Prof. Luiz Fernando Coutinho de Oliveira

 

Dos 12 professores que fazem parte do Departamento de Recursos Hídricos, 11 são docentes permanentes ou colaboradores do Programa de Pós-graduação em Recursos Hídricos. Atuam fortemente em pesquisa, possuem vasta experiência seja no ensino de graduação, na pós-graduação Stricto Sensu ou Lato Sensu, conforme pode ser constatado na análise de seus currículos. Esta experiência é também refletida na orientação a estudantes nos diferentes níveis do processo de formação, demonstrando assim o envolvimento com todos os níveis de ensino. Desde o início das atividades em 1990, houve a conclusão de 170 dissertações de mestrado e 68 teses de doutorado. Destes, 100 mestres e 25 doutores foram formados no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola. Após o desmembramento, que se deu em 2012, foram formados 70 mestres e 43 doutores. O Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos compõe a área de Ciências Agrárias 1 da CAPES, tendo obtido conceito 4 nas duas últimas avaliações (2010-2012 e 2013-2016). Em 2019 houve a renovação do regulamento interno e da estrutura curricular, como apresentado em seu novo website (http://www.prpg.ufla.br/recursoshidricos/).

O PPGRH tem como tema central a avaliação, uso e manejo de recursos hídricos em sistemas agrícolas, estando estruturado em duas linhas de pesquisa: Irrigação e Drenagem e Hidrologia.

A linha de pesquisa Irrigação e Drenagem vem sendo trabalhada desde a década de 80 e foi o principal sustentáculo do Programa de Pós-graduação em Engenharia Agrícola, tendo sido a primeira área de concentração do Programa nos dois níveis de oferta do curso (mestrado e doutorado). O Programa aborda de forma mais incisiva as questões ambientais, tais como sustentabilidade das áreas agrícolas e os desafios para a agricultura moderna. Neste sentido, vários temas do conhecimento em Irrigação são destacados, tais como projetos e manejo de irrigação, envolvendo quantificação e monitoramento do consumo hídrico pelas culturas, captação e transporte de água superficial e subterrânea, hidráulica de sistemas de irrigação, avaliação e desenvolvimento de sistemas e equipamentos, estudos sobre o movimento de água e contaminantes no solo e qualidade da água para irrigação.

A linha de pesquisa Hidrologia tem fundamentado sua atuação em estudos sobre os processos hidrológicos em bacias hidrográficas, abordando o monitoramento, análises qualitativas e quantitativas, modelagem hidrológica, gestão de recursos hídricos, avaliação de cenários climáticos e de uso do solo, hidrologia do solo, análise numérica e sensoriamento remoto aplicados aos recursos hídricos. Destaca-se nesta linha de pesquisa o desenvolvimento do modelo hidrológico Lavras Simulation of Hydrology (LASH), que é um produto científico altamente relevante oriundo de teses e dissertações do Programa, assim como o software ArcLASH, que permite uma interface direta entre o modelo hidrológico LASH e o SIG ArcGIS para construção de unidades hidrológicas. Outra importante frente de pesquisas desta linha refere-se a hidrologia de bacias hidrográficas localizadas em elevadas altitudes ("Tropical Montane Cloud Forest") e a hidrologia florestal, com o projeto Laboratório de Hidrologia Florestal constituído por uma densa malha de amostragens e uma torre de observação meteorológica com 22 m em mata nativa (Mata Atlântica).

O PPGRH atua de maneira efetiva em projetos de pesquisa de relevância para a sociedade, relacionados à produção alimentar, segurança hídrica, gestão de recursos hídricos, saneamento ambiental, dentre outros. Na definição das estratégias de ação do programa, a sustentabilidade dos recursos hídricos é um tema direcionador, havendo o objetivo de integrar as pesquisas com as demandas da sociedade, e em especial, dos órgãos gestores de recursos hídricos.